Nosso

Blog

Economia pode surpreender positivamente, avalia consultor da LCA

26 de setembro de 2019

A recuperação econômica pode ganhar tração nos próximos meses, aponta o economista Celso Toledo, diretor de Macroeconomia da LCA Consultores – Soluções Estratégicas em Economia. Durante apresentação na CNT (Confederação Nacional do Transporte), o especialista apresentou indícios que sustentam um otimismo moderado – e também possíveis dificuldades no horizonte de empresas e investidores.

Toledo considera que a expectativa foi reduzida “além do ponto”. “O pessimismo você observa: basta ver a queda das projeções de crescimento contínuas desde o começo do ano. Já as evidências favoráveis precisam ser explicitadas: o mercado de crédito tem mostrado um certo dinamismo; a gente vê a construção civil, que é um setor importante, reagindo; as taxas de juros estão muito baixas; a gente não tem sinal de pressão inflacionária”, enumera. “Normalmente, todos esses fatores seriam considerados antecedentes de um crescimento maior”, garante.

Estaríamos à beira de uma reversão cíclica clássica, com crescimento modesto, porém sustentado. A confirmação desse quadro depende de vários fatores. Do ponto de vista doméstico, Toledo é taxativo: o perigo está no limitadíssimo poder de investimento do governo, que pode chegar a um shutdown à brasileira, sem dinheiro para a manutenção dos serviços públicos mais urgentes, como saúde. 

“Não há dúvida de que a regra do teto de gastos que está aí precisa ser emendada. Até porque, do jeito que está, os chamados gatilhos do teto nunca são acionados. Temos que dar um jeito de conter o crescimento das despesas obrigatórias, mas, ao mesmo tempo, afrouxar o torniquete, porque senão você esbarra em limites políticos”, alerta, com a ressalva de que esse ajuste não pode ser entendido como um “vale-tudo” fiscal. 

No ambiente internacional, a história é outra. Cresce o número de analistas que trabalham com a perspectiva de uma recessão mundial, de efeitos muito severos. Porém, a partir da leitura macroeconômica, Toledo vê maior probabilidade em um cenário exterior de desaceleração moderada – e que pode se reverter em oportunidade para o país. “Nesse caso, você continua tendo uma situação de liquidez relativamente folgada, sem uma aversão ao risco muito alta. Isso pode favorecer justamente os fatores que já mencionei – juros baixos, crédito em expansão, avanço nos projetos de infraestrutura, agenda de privatizações etc. –, produzindo crescimento”, acredita.

Fonte: CNT https://www.cnt.org.br/agencia-cnt/economia-pode-surpreender-positivamente-avalia-consultor-da-lca